#BiblioTermos – Obras de Referência

Se você já frequentou alguma vez na sua vida uma biblioteca talvez tenha se deparado com as chamadas obras de referência. Talvez elas até estivessem guardadas num espaço diferente dos outros livros que integravam o acervo e você não pudesse pegá-las emprestado. Mas afinal, o que é uma obra de referência?

As obras de referência, também denominadas de documento de referência, livro de consulta, reference book, quick-reference books, reference material, reference source ou reference work, são definidas como “documento que fornece acesso rápido à informação ou às fontes de informação sobre um assunto […]” (CUNHA; CAVALCANTI, 2008, p. 266). Essas obras são majoritariamente de consulta e visam, principalmente, sanar pequenas dúvidas e/ou remeter para obras que forneçam uma explicação mais detalhada acerca de um tópico. Continuar lendo

Biblioteca Pública: avaliação de serviços – Resenha

ALMEIDA JUNIOR, Oswaldo Francisco de. Biblioteca Pública: avaliação de serviços. Londrina: Eduel, 2013.

 

No começo desse ano estabeleci para mim uma meta de leitura ambiciosa e um dos livros que integravam a lista de leitura era Biblioteca Pública: avaliação de serviços, do Oswaldo Francisco de Almeida Junior.

blibioteca-pcblica-servicos
Capa de “Biblioteca Pública: avaliação de serviços”

Já comentei aqui no blog que o primeiro livro de Biblioteconomia que li era uma obra do Almeida Junior e desde esse primeiro livro as ideias e a escrita elegante, firme e certeira dele me encantam. Gosto muito do modo como ele expõe as ideias e organiza o texto. Não fica uma ponta solta na argumentação. Quem sabe um dia eu chegue nesse nível.

Mas voltando ao livro em questão. O foco, como o próprio título indica, é a avaliação do serviço de referência no contexto das bibliotecas públicas brasileiras. Almeida Junior dedica toda primeira parte da obra a tratar da história, conceituação, importância e atividades relacionadas ao serviço de referência. Ele faz um amplo levantamento bibliográfico e discute cada ponto desse levantamento. Portanto, se você se interessa pela temática do serviço de referência a leitura de, ao menos, a primeira parte desse livro é quase que obrigatória. Continuar lendo

Serviço de referência: do presencial ao virtual – Resenha

ACCART, Jean-Philippe. Serviço de referência: do presencial ao virtual. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2012.

Todo e qualquer serviço de informação só possui razão de existir na medida em que se esforça para conseguir atender as necessidades informacionais da sua comunidade de usuários. Nesse sentido, todos os setores de uma biblioteca, por exemplo, desempenham um papel fundamental. Desde a obtenção de recursos, passando pela seleção de materiais e pelos processos de representação, até o momento em que o documento é consultado e/ou emprestado, cada tarefa desempenhada pela equipe da biblioteca visa, em alguma instância, atender a essas necessidades.

Entretanto, de todas essas atividades, existe uma que lida mais diretamente com o atendimento das necessidades de informação: o serviço de referência. E como o próprio título indica é justamente esse setor e suas nuances o foco do livro “Serviço de referência: do presencial ao virtual”, de Jean-Philippe Accart. Continuar lendo

#BiblioTermos – Entrevista de Referência

A entrevista de referência, também conhecida como entrevista de busca e entrevista de consulta, é definida como sendo uma “conversa entre o usuário e o profissional da informação visando identificar a exata necessidade informacional e formular a estratégia de busca […]” (CUNHA; CAVALCANTI, 2008, p. 152).

Geralmente, a entrevista de referência é o primeiro contato do usuário com um bibliotecário (ou outro profissional da informação). Lamy (1998 apud ACCART, 2012, p. 131) a define como sendo representante máxima da realização da própria função de referência. O fato é que, além de ajudar na definição dos termos de busca, ela é um importante meio para o estabelecimento de uma relação de confiança entre o usuário e a biblioteca. Continuar lendo