Mais um texto sobre a importância de continuar a nadar

Uma das qualidades que mais aprecio nas pessoas é a capacidade de saber quais são seus pontos fortes e fracos. Considero essa qualidade indispensável para ser um bom profissional, mas pouca gente tem a capacidade de fazer essa auto-avaliação de maneira sincera.

Se você sabe no que é bom pode investir nisso e usar essas competências como seu cartão de visitas. Provavelmente seus colegas vão associá-las a você, vão dizer que elas são a sua cara. Invista nelas! Torne-se cada vez melhor no que você já domina. Sério! Não tenha medo de ser referência e de dizer “sim, eu sou bom em determinado tema ou atividade”. Dito assim parece arrogância, né? Mas se você consegue fazer algo e faz esse algo bem, qual o problema em admitir isso? Continuar lendo

Hiatos e meta de leitura

Faz tempo que não venho aqui, mas fiz tanta coisa bacana nesse meio tempo que sobrou pouco tempo pra falar com vocês por aqui. Um projeto grande no trabalho ganhou o mundo e estou realmente orgulhosa de está envolvida na realização dele. Fiz um curso maravilhoso sobre mídias sociais. Avancei bastante na escrita de um texto que estava – ainda está – azucrinando meus neurônios e li muito, mas muito mesmo.

Porém, ler muito não quer dizer que alcancei a meta que tinha estabelecido no começo do ano. Dos 24 livros – que na verdade eram 25 porque um deles se divide em 2 volumes –  que formavam a lista li 18, ou seja, faltam 6 para terminar. O que é um desempenho mais do que aceitável. Continuar lendo

2016 começa com lista de leitura

O ano de 2016 acaba de começar e com ele começa minha meta de leitura. Confesso que estive meio relapsa em relação a isso nos últimos tempos – na verdade, estive relapsa em relação a muitas coisas – o que não faz nada bem para minhas metas a médio prazo e nem pro blog, mas esse ano isso vai mudar.

kindle-381242_640
Pessoa lendo utilizando e-reader. Fonte: Pixabay

Continuar lendo