Estamos de Mudança

Olá, pessoas! Tudo bem?

Tenho um comunicado para fazer para vocês. Esta é a última postagem do blog Estante de Bibliotecária. Sim, vocês leram certo, mas nada de pânico. Estamos de mudança e não entrando em extinção. Explico.

Tenho pensado em encerrar as atividades do blog faz alguns meses. Ando sem muita disposição e tempo para me dedicar a ele. Não é a primeira vez que penso nisso, mas agora resolvi levar essa ideia adiante.

Pouco antes do aniversário de três anos (em 2017), quase encerrei as atividades aqui do bloguinho e quando passei no mestrado fiquei um bom par de dias pensando nisso também, mas não levei a ideia adiante. Porém esses meses tentando manter tudo funcionando normalmente me fizeram perceber algumas coisas:

1 – O ritmo de elaboração de conteúdo pro blog não é algo que consigo encaixar com serenidade na minha rotina no momento. São cerca de quatro postagens por mês e entre definir pauta, realizar a pesquisa sobre o tema, escrever e revisar iam-se horas.

2 – Estou cansada de produzir conteúdo pro blog. Sigo sendo uma fã e leitora do formato, mas, como produtora de conteúdo ininterrupto para ele, é hora de apertar o pause.

3 – Descobri outros formatos (como a newsletter) e quero desbravá-los. Pensei em tentar conciliar, mas, por hora, isso não é uma opção. Quem sabe um dia.

O fato do blog encerrar as atividades não quer dizer que tudo acabou. Na verdade, o que vai acontecer é uma reformulação. O Instagram e o Twitter Estante de Bibliotecária vão continuar ativos (continuem me seguindo por lá, hein) e, em alguns dias quero enviar a primeira edição da newsletter Estante de Bibliotecária. Essa é a parte do “explorar novos formatos” que mencionei antes. 😉

A ideia é que a newsletter seja mensal, pois assim tenho tempo e tranquilidade pra fazer algo que me dê alegria e que eu ache que tenha um conteúdo significativo para quem resolver assinar. Se você quiser receber minhas divagações mensais na sua caixa de e-mail é só clicar nesse link aqui para se inscrever. É 0800! Vai ser ótimo contar com a sua companhia nessa nova fase. Mas se alguém acha que não vale a pena seguir me lendo por lá, tudo bem também.

Vai ser uma mudança de formato (e em vários sentidos, também de conteúdo) e não foi fácil bater o martelo e decidir que, a partir de agora, seria assim; mas mudar a estrutura da Estante é algo que venho pensando em fazer a algum tempo. Agora tomei coragem. Essa coragem veio da necessidade e da vontade de não extinguir o projeto apesar de ter bem menos tempo para ele hoje do que tinha quatro anos atrás quando o comecei.

Sempre terei carinho pelas pessoas, trocas e oportunidades que este bloguinho me trouxe. Sério! Aprendi muito aqui e sou muito grata por isso. Provavelmente, eu nunca atinja na newsletter a quantidade de leitores que tenho aqui, afinal são 88 inscritos e em setembro tivemos 7 mil visitantes, mas pra mim é chegada hora de mudar de ares.

Explicações feitas, reforço o convite para você assinar a newsletter Estante de Bibliotecária.

Ah, e para provar que não é tempo de tristeza, você já viu e já está participando do super sorteio que está rolando no nosso Instagram? Três sortudos/as vão ganhar livros incríveis. Corre lá para participar até dia 24/11/2018.

Beijos e obrigada pela companhia até aqui!

P.S.1: Se você tiver dúvidas sobre a newsletter ou quiser teclar comigo sobre Biblioteconomia e áreas afins é só entrar em contato via Twitter, Instagram ou no e-mail estantedebibliotecaria@gmail.com.

P.S.2: Eu não vou deletar o blog. Os posts vão continuar aqui, mas a caixa de comentários vai se fechada e algumas partes que carecem de atualização periódica vão ser deletadas.

Anúncios

Tem newsletter para você

Eu sou uma entusiasta da Web e das mídias sociais, pois acredito que esses recursos oferecem muitas novas (ou não tão novas assim) possibilidades para as bibliotecas e bibliotecários/as. Mas eu também sou a pessoa que não tem mais WhatsApp e que ficou mais de um ano ininterrupto sem Facebook.

icon-1798271_640
Você tem uma nova mensagem. Fonte: Adaptado de Pixabay.

Nesse período acabei me aproximando de recursos informacionais que eu não utilizava tanto. Foi uma experiência bem interessante e enriquecedora porque se eu quisesse me manter atualizada, independente de ser uma atualização sobre Biblioteconomia ou outros assuntos, eu não podia mais contar com o feed do Facebook e muito menos com os grupos de WhatsApp.

Acabei incorporando alguns recursos a minha rotina de consumo informacional e o que mais passei a utilizar foram as newsletters. Para quem não conhece, a newsletter é um tipo de e-mail informativo enviado com certa regularidade. Essa é uma ferramenta muito usada para enviar propaganda, mas nos últimos 3 ou 4 anos cresceu o número de pessoas e instituições que a utilizam para compartilhar os mais variados tipos de assuntos. Continuar lendo