Lendo mulheres

Pouco mais de um ano atrás eu estava tranquilamente navegando na internet quando me deparei pela primeira vez com a hashtag Leia Mulheres (#leiamulheres) e todo movimento que existe por trás dela. Fiquei curiosa e comecei a acompanhar alguns comentários e textos explicando do que se tratava.

Para quem não conhece, o Leia Mulheres começou em 2014 quando a escritora e ilustradora Joana Walsh criou a hashtag #readwomen2014 para incentivar a leitura de obras escritas por mulheres. No Brasil, Juliana Gomes, Juliana Leuenroth e Michelle Henriques decidiram transformar a ideia em um clube de leitura com encontros mensais. Mas adivinhem só?! A ideia deu tão certo que virou um projeto com site, parcerias (a mais recente foi com a Garimpo Clube do Livro o que permitiu criar uma versão do clube para assinantes) e encontros espalhados por cidades de 20 estados brasileiros e contando. Continuar lendo

Trocando livros no Skoob

retina-logo
Corujinha leitora no pedaço! Fonte da imagem: Blog do Skoob

Recriei minha conta no Skoob – que é uma rede social voltada para leitores – alguns meses atrás e resolvi utilizar uma das funcionalidades mais interessantes oferecidas por essa mídia social:  a troca de livros entre seus usuários. Continuar lendo

Coincidência?

Essa postagem é só pra compartilhar a foto desse letreiro fantástico 😀

placa
E aí, segundo o parâmetro do letreiro, você está perto ou longe da extinção? Fonte da imagem: James Feeheley

Hiatos e meta de leitura

Faz tempo que não venho aqui, mas fiz tanta coisa bacana nesse meio tempo que sobrou pouco tempo pra falar com vocês por aqui. Um projeto grande no trabalho ganhou o mundo e estou realmente orgulhosa de está envolvida na realização dele. Fiz um curso maravilhoso sobre mídias sociais. Avancei bastante na escrita de um texto que estava – ainda está – azucrinando meus neurônios e li muito, mas muito mesmo.

Porém, ler muito não quer dizer que alcancei a meta que tinha estabelecido no começo do ano. Dos 24 livros – que na verdade eram 25 porque um deles se divide em 2 volumes –  que formavam a lista li 18, ou seja, faltam 6 para terminar. O que é um desempenho mais do que aceitável. Continuar lendo

Desapega! Desapega! Ou como em 2015 eu… Doei livros

O ano que passou foi aquele no qual, dentre outras coisas, eu decidi trabalhar o desapego. Foi um processo longo – durou o ano inteiro! [e continua, pois é algo que se leva pra vida] – e causou estranhamento em muita gente, mas foi uma das coisas mais legais que fiz em 2015.

Vocês devem está se perguntando porque estou falando de desapego aqui no blog, pois explico. Um dos pontos nos quais foquei durante esse processo foi aprender a me desfazer dos meus LIVROS.

Sim, você leu direito. Eu me desfiz de boa parte dos meus livros. Na verdade, devo ter doado uns 150 exemplares aproximadamente. Digo doar porque eles não foram só para amigos e conhecidos [ou nem tanto], mas também para bibliotecas. Um colega de outro estado levou uns 15 para uma biblioteca comunitária da cidade dele. Continuar lendo

2016 começa com lista de leitura

O ano de 2016 acaba de começar e com ele começa minha meta de leitura. Confesso que estive meio relapsa em relação a isso nos últimos tempos – na verdade, estive relapsa em relação a muitas coisas – o que não faz nada bem para minhas metas a médio prazo e nem pro blog, mas esse ano isso vai mudar.

kindle-381242_640
Pessoa lendo utilizando e-reader. Fonte: Pixabay

Continuar lendo

Book Trailers: O que são? O que comem? Onde vivem?

Os book trailers ou trailers de livros são uma das práticas do mercado editorial usadas para a divulgação de lançamentos literários. Os book trailers foram idealizados a partir dos já famosos e consolidados trailers de filmes, porém

diferentemente dos trailers de cinema, onde é realizada uma edição com as melhores e mais interessantes cenas do filme, o book trailer traz uma montagem elaborada com frases de impacto para chamar a atenção do leitor, permeadas com cenas e imagens do livro e da história, e tudo isso envolto com uma música de fundo. (SOUZA; COSTA, 2012, p. 09).

Por ser usado basicamente como peça de propaganda pelas editoras o objetivo principal do book trailer é tornar o livro atraente para o leitor, visando gerar o desejo de compra do livro divulgado. Continuar lendo