Biblio Radar – Setembro 2018

Radar
#PraCegoVer: Imagem de um radar circular nas cores verde e preto. Nele aparecem quatro pontos indicando a presença de objetos. Fonte da imagem: Pixabay

Acaba de chegar a edição de setembro do Biblio Radar. Por motivo de força maior – leia-se viva la vida lôca – a lista desse mês vai ser curtinha.

Manual de publicação da APA

American Psychological Association (6ª edição – Penso – 2012)

Estava paquerando esse livro a um tempinho e finalmente comprei um exemplar. Além de ser um ótimo complemento para livros sobre escrita acadêmica e metodologia, essa obra é uma aquisição excelente para quem se interessa por normalização porque o estilo APA aparece na sua completude nela. São oito capítulos que abarcam questões como tipos de artigos, escrita concisa, normas éticas, avaliação por pares e, claro, modelos de referências.

Artigos científicos: como redigir, publicar e avaliar

Maurício Gomes Pereira (GEN, Guanabara Koogan, 2013)

Estou um pouco monotemática, eu sei. Peguei esse livro na biblioteca porque assisti uma ótima palestra do autor na Semana de Metodologia & Produção Científica de 2017. É um livro grande e isso pode causar desânimo na leitura num primeiro momento, mas ele é muito completo e vale o esforço. Apesar da extensão, cada capítulo é dividido em sub tópicos o que facilita a divisão da leitura em partes, ou seja, é possível ler o livro todo na ordem ou de modo fragmentado, sem seguir a ordem preestabelecida dos capítulos.

Quando falo que a obra é completa é porque ela aborda explicações sobre o contexto da comunicação científica, os tópicos que podem compor um artigo, a escolha do periódico onde publicar  e alguns aspectos não tão comuns de encontrarmos livros que os abordem como, por exemplo, a preparação de figuras e tabelas. Tenho certeza que pesquisadores nos mais variados níveis de formação podem tirar proveito deste livro.

Rankings universitários internacionais e o desafio para as universidades brasileiras

Samile Andréa de Souza Vanz; Andres Pandiella Domonique; María Luisa Lascurain Sánchez; Elías Sanz Casado (Encontros Bibli, v. 23, n. 53, 2018)

Essa é uma recomendação mais específica para quem atua ou pretende atuar no ambiente de bibliotecas universitárias, pois nesse artigo são analisados os posicionamentos das universidades brasileiras em rankings internacionais que medem o desempenho de instituições de ensino superior. É interessante, pois ajuda a perceber alguns aspectos que levaram essas instituições a figurarem nesses rankings. Durante a leitura do artigo é possível notar que a pesquisa e a comunicação científica fizeram diferença no processo. Hum… Comunicação científica tem a ver com escrita, metodologia, referencial teórico… todos temas nos quais as bibliotecas podem atuar.

Até a próxima! 🙂

 

Anúncios