Não tenha medo de ser uma bibliotecária atrapalhada

Eu sou uma pessoa atrapalhada e óbvio que essa característica também se reflete na bibliotecária que sou, ou seja, sou uma bibliotecária atrapalhada.

fish-1834805_640
Como diria a Dory: “Continue a nadar, continue a nadar…” Fonte da imagem: Pixabay

Ser uma bibliotecária atrapalhada significa, dentre outras coisas, derrubar incontáveis vezes os bibliocantos – perturbando assim o sagrado silêncio da biblioteca – gaguejar horrores, não ter metade do glamour e seriedade que deveria ter e, ao bancar a cerimonialista de um evento, trocar o nome da própria oficina que irá ministrar. Pois bem, essa sou eu e sou culpada de todas essas coisas.

E foram justamente essas coisas que me fizeram ouvir, do participante do evento onde banquei a cerimonialista, a melhor bronca-elogio do ano que consistia basicamente no seguinte:

“Izabel, você precisa parar de dizer que é atrapalhada como se isso fosse ruim. Não diga isso de si mesma. Seu jeito deixa as coisas mais leves e faz a gente se sentir a vontade durante as atividades.”

Na hora eu balbuciei um encabulado “obrigada!”, mas depois fiquei pensando que talvez ser uma bibliotecária atrapalhada não seja algo tão ruim assim.

Bibliotecárias atrapalhadas do mundo, uni-vos! 🙂

Anúncios

2 comentários sobre “Não tenha medo de ser uma bibliotecária atrapalhada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s