Serviço de referência: do presencial ao virtual – Resenha

ACCART, Jean-Philippe. Serviço de referência: do presencial ao virtual. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2012.

Todo e qualquer serviço de informação só possui razão de existir na medida em que se esforça para conseguir atender as necessidades informacionais da sua comunidade de usuários. Nesse sentido, todos os setores de uma biblioteca, por exemplo, desempenham um papel fundamental. Desde a obtenção de recursos, passando pela seleção de materiais e pelos processos de representação, até o momento em que o documento é consultado e/ou emprestado, cada tarefa desempenhada pela equipe da biblioteca visa, em alguma instância, atender a essas necessidades.

Entretanto, de todas essas atividades, existe uma que lida mais diretamente com o atendimento das necessidades de informação: o serviço de referência. E como o próprio título indica é justamente esse setor e suas nuances o foco do livro “Serviço de referência: do presencial ao virtual”, de Jean-Philippe Accart.

O livro em questão tem como um dos principais méritos servir como referencial tanto para quem está iniciando seus estudos sobre o tema quanto para profissionais que já atuam (ou não) nesse setor da biblioteca. Ao optar por dividir o livro em três partes – serviços de referência presenciais, serviços de referência virtuais e serviços de referência presenciais e virtuais: aspectos comuns – Accart consegue dedicar-se as peculiaridades inerentes a atuação dos bibliotecários de referência em cada um desses cenários e também mostra que, mesmo distintos, presencial e virtual são, cada vez mais, complementares.

Capa do livro "Serviço de referência: do presencial ao virtual'
Capa do livro “Serviço de referência: do presencial ao virtual’

Os capítulos do livro têm o tamanho necessário para expor, sem cansar o leitor, os principais aspectos relativos ao serviço de referência e, ao final de cada um deles, notas explicativas e sugestões de leitura complementar indicam caminhos para quem deseja se aprofundar em algum tópico. A leitura flui e a existência de quadros com exemplos ao longo dos capítulos ajuda a compreender um pouco melhor aspectos que devem ser observados durante a implantação e/ou desenvolvimento de um serviço de referência.

Accart conseguiu ser didático e apresentar com maestria a relevância que o serviço de referência pode adquirir nas instituições que resolvem investir e se dedicar a sua realização. Acredito que a contribuição mais significativa do livro seja demonstrar a imensidão de possibilidades contidas no objetivo primário do serviço de referência: responder a perguntas / consultas de informação de maneira pertinente. Parece algo pontual e simples, quase desimportante, mas existem uma série de complexidades e caminhos possíveis de seguir para realizar essa tarefa.

Se no passado a atuação era pontual e restrita, o livro de Jean-Philippe Accart deixa claro que, atualmente, agregar valor aos serviços de informação por meio da atuação do bibliotecário de referência é caminho indispensável para essas instituições se reinventarem e encontrarem seu espaço no cenário informacional do século XXI.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s